Formas de Pagamento:

Parcelamos sem juros nos cartões de crédito.

Boleto bancário

 

 

Periodicidade: Mensal

A Revista Proteção surgiu em dezembro de 1987 com o objetivo de propagar as informações em Saúde e Segurança do Trabalho. Editada mensalmente pela Proteção Publicações Ltda, e com abrangência nacional, é escrita para todos aqueles profissionais e empresas preocupados com a qualidade de vida no trabalho.

Seu conteúdo editorial é composto por artigos técnicos, reportagens, entrevistas e colunas que atendem aos interesses dos profissionais da área de SST.

 

Confira os Planos de Assinatura da Revista Proteção

https://www.lojavirtualprotecao.com.br

R$ 20,50

Detalhes do Material

Será este o ano da virada?

E o ano inicia com uma série de demandas. Os novos textos de várias normas, além de anexos muito impactantes, entram em vigor agora em janeiro.
O Ministério do Trabalho tem modificado a forma como a legislação é desenvolvida e como será aplicada. Muito do que se implanta aqui tem inspiração na Comunidade Europeia, com simplificação das normas e tratamento diferenciado para empresas de pequeno porte. O essencial é que a proposta tenta fazer com que as empresas incorporem os cuidados de SST dentro dos seus processos, através de sistemas de gestão.
Por muitos anos grande parte das empresas tratou a SST como um conjunto de documentos ao mesmo tempo que as ações concretas caminhavam vagarosamente. Prevenção não pode estar desconectada dos processos produtivos. A nova NR 1 tenta trazer estes conceitos e neste momento o papel dos profissionais é fundamental. Se soubermos aproveitar a oportunidade 2022 pode ser um ano de muitos avanços. Será o ano da virada? Só o tempo responderá.
Janeiro também traz para pequenas empresas o envio das informações de SST ao eSocial. A informação de que o Ministério será tolerante ao envio dos dados em 2022 foi um balde de água fria no final do ano. De fato, as obrigações serão exigidas em janeiro de 2023, como informou o ministro Ônix Lorenzoni. Resta saber quem ficará de braços cruzados por mais um ano e quem aproveitará para se preparar para o inevitável mundo digital.


REPORTAGEM DE CAPA / Gerenciamento de Riscos Ocupacionais

O GRO e o PGR passam a valer a partir de janeiro prometendo
modificar a visão de saúde e segurança nas empresas

Entra em vigor neste mês, a nova NR 1 e com ela o GRO (Gerenciamento de Riscos Ocupacionais) que será executado a partir do PGR (Programa de Gerenciamento de Riscos).
A proposta é uma visão mais ampla sobre os perigos dos ambientes de trabalho, indo além dos riscos físicos, químicos e biológicos, e incorporando também os ergonômicos e de acidentes.
O desafio é uma oportunidade que, se bem aproveitada, poderá contribuir para modificar o olhar para a prevenção dentro das empresas.


ENTREVISTA

MOMENTO CRUCIAL PARA OS TSTs
O presidente do Sintesp, Valdizar Albuquerque, fala sobre seu primeiro ano à frente da entidade, dificuldades, o futuro do SESMT, o despreparo dos profissionais e empresas diante do PGR e novas exigências para que a categoria se mantenha no mercado. Técnico de segurança graduado em Gestão Ambiental Empresarial e especialista em Educação Profissional, atua também como consultor e professor em cursos técnicos.  


ARTIGOS

MÁQUINAS
Passos básicos para realização do ciclo de segurança e prevenção de acidentes nas indústrias.

CULTURA DE SEGURANÇA    
Pesquisa analisa nível de maturidade da SST em empresas de grande porte utilizando o método Hearts & Minds.

DIREITO DO TRABALHO
Base de cálculo para o pagamento do adicional de insalubridade não incentiva o empregador à prevenção.